Destaques do setor – 11 de julho de 2019

São Paulo, 11 de julho de 2019

O investimento em inovação e pesquisa no ensino superior é tema central da cobertura do setor no Globo e no Estadão. O jornal carioca noticia a liberação de mais de R$ 7 milhões para a retomada de projetos de pesquisa de instituições do estado do Rio, como Fiocruz, UFRJ, UFF, Uerj e PUC. São projetos que estavam em risco por falta de verbas, em áreas como nanotecnologia, dengue e HIV. Já a Coluna do Broadcast, do Estado, salienta que a startup Openbox.ai, instalada no Parque Científico e Tecnológico da PUC-RS (Tecnopuc), já recebeu mais de R$ 1 milhão em investimentos de brasileiros que vivem fora do país. A fintech antecipa recebíveis para empresas que necessitam de capital de giro. 

A Estácio, por sua vez, ganha espaço na imprensa regional com a história de superação de um de seus alunos, o atleta de jiu-jitsu do paradesporto Diego Barros Oliveira, destaque no goiano Diário da Manhã, além de projeto dos alunos de Nova Iguaçu para prestação de serviço gratuito de enfermagem à comunidade, salientado pelo Blog de Elizeu Pires.   

ESTÁCIO

O Diário da Manhã dedica reportagem com foto à história do aluno do curso de Educação Física da Estácio de Goiás Diego Barros Oliveira, de 31 anos. Diego sofreu um acidente de trânsito quando tinha 18 anos e precisou amputar uma perna. Atleta de jiu-jitsu, ele compete tanto no paradesporto quanto na categoria para não amputado. Em abril, ganhou a medalha de ouro nos Jogos Universitários do Estado de Goiás (JUGs). O jornal, que classifica sua história como um exemplo de superação, sublinha que Diego tem o apoio da Estácio para seguir no esporte. 

Já o Blog de Elizeu Pires destaca no alto de sua homepage a notícia de que a Estácio Nova Iguaçu vai oferecer a partir deste mês atendimento gratuito na área de tratamentos dos pés. A iniciativa, tocada por estudantes, professores e coordenadores do curso de Enfermagem, faz parte do Projeto Podienfe, uma produção de pesquisa científica desenvolvida para pacientes diabéticos, hipertensos, idosos portadores de feridas e doenças circulatória. Lidyanne Leal e Silva, responsável pelo projeto, diz que “será um forte aliado dos moradores de toda região”.

SETOR E CONCORRENTES

Segundo o Globo, a verba de R$ 7 milhões foi direcionada pela Faperj para 45 projetos. Metade do dinheiro vem do governo estadual e metade é uma parcela depositada pelo CNPq em 2015 e que necessitava de decisão do Estado para ser liberada. O jornal sublinha que esta é a primeira de três parcelas que devem ser repassadas para custeio de materiais de pesquisas de excelência em até dois anos, num investimento total de R$ 24 milhões.

O jornal carioca abre espaço também a iniciativa de inclusão no ensino superior. A Universidade da Integração da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) lançou nesta semana um vestibular específico para candidatos transgêneros e intersexuais. Serão 120 vagas em 15 cursos presenciais em três campi, dois no Ceará e um na Bahia.  A professora da instituição Luma Nogueira de Andrade, que é travesti, disse que a medida não é uma cota e, sim, um edital temático, que utiliza vagas ociosas na seleção regular. Ela vê na iniciativa um marco na promoção de direitos para essa população.   

O ensino público ganhou o enfoque da Folha hoje. O jornal pontua que o governo de São Paulo retirou milhares de alunos das redes estaduais do transporte escolar feito por ônibus fretados. A gestão de João Doria (PSDB) atribui o ajuste à necessidade de excluir do benefício os alunos que não se encaixam na regra do programa, entre elas ter menos de 12 anos e morar a mais de 2 km da escola. A alternativa é o passe escolar. Pais de alunos e políticos de algumas cidades paulistas pontuam que a medida ignora particularidades da rede de transporte dos municípios e ameaça o acesso à escola de parte dos alunos cuja única opção passa a ser trajetos a pé por caminhos perigosos. 

REDES SOCIAIS

Alunos respondem bem ao post da Estácio no Facebook em que pede dicas para uma rotina de estudos produtiva no EaD. Muitos escreveram sobre a importância do foco e da disciplina, além de sugestões para que os colegas dediquem ao menos três horas diárias às aulas e desativem a internet do celular para evitar distrações. No Instagram, post sobre a iniciativa da Estácio com o programa Shark Tank Brasil para a seleção de um estagiário para trabalhar na Chilli Beans ganha bom volume de curtidas (447), mas os comentários são majoritariamente reclamações de alunos sobre o investimento em propaganda enquanto há problemas no SIA e no atendimento.

O setor educacional não conquista destaque entre os temas mais comentados da rede na quarta-feira. A política predomina, com a votação da reforma da Previdência. Apoiadores utilizam a tag #Reformade1Trilhão justificando os ganhos que reforma proporcionará para a população, já o público contrário tuíta a tag #ReformaInjusta comentando que a população mais pobre será prejudicada

Exemplo de superação, Diário da Manhã

Estácio Nova Iguaçu oferecerá serviços gratuitos aos idosos, hipertensos, diabéticos e cadeirantes da Baixada Fluminense, Blog do Elizeu Pires

Vem gringo, Estado, B2

Doria corta ônibus fretados para milhares de alunos da rede estadual, Folha, B1

Universidade federal terá vestibular só para trans, Globo, 26

Desbloqueio de R$ 7 milhões destrava projetos de ciência e tecnologia, Globo, 26