Apoio à Lava Jato melhora percepção em relação ao país

IP Brasil Opinião sobe de 37%, em março, para 44% na primeira quinzena do mês com política dominando 87%

IP Brasil Opinião sobe de 37%, em março, para 44% na primeira quinzena do mês com política dominando 87% do debate nas redes sociais e na imprensa; entre os demais temas, crítica à segurança sobressai

As discussões sobre a prisão do ex-presidente Lula e sobre os rumos da Lava-Jato dominaram as manifestações da opinião pública, nas redes sociais, e dos formadores de opinião, grupo que compreende imprensa, influenciadores digitais, políticos, partidos e instituições. No contexto, a política ocupou 87% do debate total, na primeira quinzena de abril, com o predomínio da Lava-Jato. A operação responde, sozinha, por 52% dessa discussão. É o que mostra o IP Brasil – Opinião, índice elaborado pela agência de análise .MAP que mede a opinião positiva da sociedade em relação aos principais temas da atualidade. O índice varia de zero a 100%. Quanto mais próximo de 100%, melhor a percepção positiva.

Lula se mantém no centro do debate desde que sua prisão foi decretada, na quinta-feira passada. Nesse período, o ex-presidente concentrou 82% das menções aos políticos que se apresentam como pré-candidatos nas eleições. A rede de apoio ao ex-presidente tem se mostrado ativa em sua defesa e ajudou a garantir 52% de positividade a ele. Mesmo desconsiderando publicações de partidos e políticos que compõem sua base de apoio, as menções positivas ao ex-presidente ainda se mantêm em 48%.

Com o peso de 52% no debate e 44% das manifestações favoráveis para a operação, a Lava-Jato teve força suficiente para impulsionar a percepção positiva da política: o índice de apoio subiu para 45%, o maior nível desde maio do ano passado. Vale lembrar que nesse mês foi divulgada a gravação da conversa entre Joesley Batista e o presidente Michel Temer, evento que derrubou o apoio da população em relação à política. Como consequência, melhorou também a percepção geral em relação ao país, de 37% no mês passado para 42% na primeira quinzena de abril.

Segurança se mantém entre os principais temas

Fora da discussão estritamente política, segurança se mantém como o principal tema, ocupando 5,7% do debate neste mês. Com apenas 6% de manifestações favoráveis, o assunto deve se manter na pauta e ser um dos grandes temas nas plataformas das eleições deste ano, tanto para o governo federal quanto para os estaduais.

Sobre PontoMAP

Combinamos análise das expectativas da sociedade e mercados com a avaliação da imagem e reputação para o seu negócio.